“Os erros fatais do socialismo”

“Os erros fatais do socialismo”

Chega às livrarias em julho pela Faro Editorial

Obra explica o motivo das teorias socialistas não funcionarem na prática

Distribuição igualitária de bens e renda, extinção da divisão de classes, economia planificada, garantia de acesso a todos os direitos básicos controlados por um governo feito pelo e para o povo. Essas são as ideias centrais do Socialismo e que em sua teoria buscam uma forma de vida justa para todas as pessoas. Mas quando socialismo, política e interesses financeiros se encontram, a prática não é bem assim.

A Faro Editorial lança em julho o livro “Os erros fatais do socialismo” de Friedrich A. Hayek, um dos maiores pensadores políticos do mundo de sua geração e Prêmio Nobel de Economia.

Neste livro, Hayek apresenta um exame fundamental e crítico das ideias centrais do socialismo. Ele argumenta que o socialismo, desde as suas origens, foi confundido com algo embasado em fundamentos científicos e factuais, e mesmo lógicos, mas que seus repetidos fracassos, nas muitas e diferentes aplicações práticas que o mundo testemunhou, foram o resultado direto desse equívoco conceitual.

Sempre contundente e controverso – uma marca de suas obras – este manifesto traz um relato acessível às principais vertentes do pensamento de Hayek e explica a rede de erros em que todas as sedutoras e idealistas propostas socialistas se encerram.

“O traço intelectual mais marcante de F. A. Hayek é incomum na vida acadêmica: o espírito independente, que o levava a nadar contra algumas das correntes mais poderosas de sua época.” – JOHN GRAY — Filósofo e Político Inglês

Ficha Técnica

Título: Os erros fatais do Socialismo

Nº de páginas: 240

Preço: R$39.90

Sobre o autor:

F. A. HAYEK (Viena, 1899 / Alemanha, 1992) estudou na Universidade de Viena, onde fez doutorado em Direito e Ciência Política. Após vários anos no serviço público, foi nomeado diretor do Instituto Austríaco para Pesquisas dos Ciclos Econômicos. Em 1931, atuou como professor de Economia e Estatística na London School of Economics, e em 1950 tornou-se professor de Ciências Sociais e Morais na Universidade de Chicago. Hayek foi agraciado com o Prêmio Nobel de Economia em 1974. É autor de mais de 15 livros, entre os quais “O caminho da servidão”, “The Constitution of Liberty e Law”, “Legislation and Liberty”. Hayek visitou o Brasil três vezes, entre os anos de 1977 e 1981. Em pleno regime militar, Hayek foi ignorado pelas lideranças e intelectuais do país, apesar de ter concedido inúmeras entrevistas à imprensa.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>