Negócios sustentáveis são apostas para o futuro do mercado de trabalho

Negócios sustentáveis são apostas para o futuro do mercado de trabalho

Alunos do Senac Jaboticabal desenvolvem projetos que aliam proteção ambiental à viabilidade econômica e responsabilidade social

 A sustentabilidade é uma realidade nos negócios. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o desenvolvimento sustentável é definido por satisfazer as necessidades presentes, sem comprometer as gerações futura. Ainda, o conceito vai além de evitar o uso excessivo de recursos como papel, água e luz; abrange práticas que têm como princípio o respeito ao meio ambiente, à sociedade e aos funcionários, ao mesmo tempo que gera lucro às empresas.

 Os negócios sustentáveis podem gerar capital em muitas áreas, como varejo, alimentação, transporte e industrial. “Os ganhos da sustentabilidade são oriundos da redução dos custos de produção e da transformação de resíduos em subprodutos”, explica João Teixeira Neto, docente da área de meio ambiente do Senac Jaboticabal. Ele ainda ressalta que para esse sistema funcionar é necessário o engajamento de profissionais criativos e observadores. “É preciso considerar todo o processo e realizar melhorias dos sistemas de produção e prestação de serviço.”

 É o caso da empresa Tecnologia Ecológica de Dobradura (TED), criada em 2017, pelos alunos do curso Técnico em Comércio do Senac Jaboticabal: Fernando Lima Martins, Johnny Wallace Duarte Wiberg, Wesley da Silva, Mario Braz Donadon Ciriano, Guilherme D’aquila e Ricardo Henrique da Silva. Eles foram os responsáveis pela elaboração da companhia, que, até o momento, tem como protótipo uma carteira sustentável.

 “Podemos confeccionar roupas, sapatos e acessórios, como bolsas e carteiras, por meio do Tyvek, uma fibra que imita o papel – porém, mais resistente ao rasgo –, impermeável e 100% reciclável”, explica Ricardo, um dos alunos idealizadores do projeto.

 A ideia do grupo é lançar os produtos no mercado e aliá-los a práticas e serviços. “Além da comercialização, o objetivo é levantar temas ambientais e sustentáveis para abrir a mente dos consumidores. Palestras, implantação de pontos de coleta de materiais recicláveis e distribuição de mudas de árvores são algumas das ações planejadas”, diz Ricardo.

 Outro projeto que nasceu no Senac Jaboticabal com essa base sustentável foi o 3T´s – Transformação do plásTico peT, dos alunos Dicson Stechi Valdinei Lucke e Amarildo Astone, que cursam o Técnico em Meio Ambiente na unidade. A partir de garrafas pet, o grupo criou calhas, utilizadas nas edificações para coletar as águas de chuva, e rufos, que protegem paredes expostas. “Nosso intuito é gerar menos impacto ambiental e, ao mesmo tempo, oferecer um produto de qualidade, já que nessa versão os itens têm mais durabilidade e uma ótima logística reversa”, ressalta Dicson.

 O docente do Senac João Teixeira Neto pontua que as ideias dos grupos vão ao encontro da definição real da sustentabilidade, pois preveem a continuidade de processos produtivos com o reforço de ações de proteção ambiental e da redução dos custos por meio da qualidade. “Além disso, eles consideram o fato de que, para qualquer objeto ou serviço, é necessário entender e monitorar a forma de fabricação, distribuição e o descarte no final da vida do produto.”

 João ainda é enfático ao analisar que os negócios sustentáveis estão em ascensão. “Toda empresa que consegue ampliar a produção com a redução de gastos amplia o rendimento, assim, a implantação dos sistemas de sustentabilidade estará sempre em crescimento”, destaca o docente.

 Inclusive, a prática sustentável pode abranger empresas que já tenham fabricações convencionais. A principal ferramenta para aplicar esse processo é o PDCA: Planejar, Desenvolver, Checar e Agir.

 “O foco no cliente, e na sua satisfação, é necessário para envolvê-lo com a marca. Bem como para tornar a produção mais efetiva, controlar as perdas e cultivar relações de benefícios mútuos”, orienta João, que listou dicas para os negócios ‘tradicionais’ incluírem a sustentabilidade no dia a dia:

 Satisfação dos clientes

O feedback dos clientes é sempre uma forma de enxergar e promover transformações e melhorias. Além disso, é uma maneira de corrigir erros para ampliar a quantidade de produtos/serviços.

 Treinamento da equipe

Treinamentos promovem a melhoria do sistema e, também, a imersão dos funcionários em processos que podem aperfeiçoar a empresa.

 Gestão participativa

Ser sustentável é reduzir desperdícios, ampliar o valor financeiro da empresa, promover o bem-estar das pessoas envolvidas e contribuir para o meio ambiente.

 Compreensão de metas e objetivos

A estrutura PDCA (Planejar, Desenvolver, Checar e Agir) é uma estratégia para manter o aprendizado na empresa. Trabalhe para não repetir falhas, registre as soluções e promova melhorias contínuas. 

 Monitoramento de objetivos

Após traçado, o objetivo tem que ser atingido. Depois dessa etapa, novos objetivos devem ser traçados. 

 Melhoria contínua

Ao identificar falhas, solucione-as por ordem de prioridade, começando com o problema mais crítico.

 Transformação de resíduos em subprodutos 

Método de produção com o mínimo desperdício, analisando os resíduos e criando possibilidades de transformação em novos produtos.

 Não aceitação de erros

Todos os colaboradores têm que entender que são parte do processo de qualidade, ou o processo poderá falhar.

 Melhoramento constante de processos

Avalie o desempenho constantemente e tome decisões com base em fatos e dados concretos.

 Garantia da qualidade

A certificação é uma garantia que sua empresa oferece ao cliente. As normas da série ISO 9000, por exemplo, têm reconhecimento internacional. Invista nelas!

 Serviço:

Senac Jaboticabal

Endereço: Rua 24 de Maio, 831, Centro – Jaboticabal/SP
Inscrições: www.sp.senac.br/jaboticabal

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>